Correção do "Espaço Negro".


O "espaço negro" surge quando a papila gengival não preenche o espaço entre os incisivos. E isso ocorre toda vez que a distância entre pontos de contato e a crista óssea é maior do que 5mm (Tarnow).

Para resolver esse problema, que incomoda muito os pacientes, é necessário aproximar os pontos da crista óssea, criando um conector dentário (superfície de contato).

Há duas formas de fazer a correção : recontorno das dentes ou ajuste da angulação (por dobras ou recolagem).


Eu, particularmente, prefiro as dobras pois tenho mais controle na "dosagem", pois vou fazendo aos poucos, conforme a necessidade.


Repare que neste caso, há uma dobra de "tip foward" no dente 11 e uma de "tip back" no 21.


E o por quê disso?


É que no dente 11 já tinha sido foi feita uma dobra (tip foward) para melhorar a sua angulação (negativa), que por uma falha de colagem deixou o zênite à frente do longo eixo, o que compromete a estética dentária. Só lembrando que a dobra de tip foward posiciona o zênite gengival para distal do longo eixo. Já com o dente 21 a angulação positiva estava um pouco exagerada o que contribuiu para posicionar o ponto de contato mais para a incisal, o que fez com que a distância entre este e a crista óssea aumentasse, contribuindo para a formação do espaço (triângulo negro). Daí uma dobra de tip back, somada a um discreto desgaste das superfícies mesiais levou o ponto de contato para a cervical, o que diminui a distância entre ele e a crista óssea, fechando o espaço negro.


Em resumo, para se corrigir o espaço negro é preciso fazer com que a distância entre a os pontos de contatos e a crista óssea diminua e a melhor maneira para se fazer isso é melhorando o contorno do dente (deixando-o menos triangular) e mudando o longo eixo dentário com dobras ou recolagem.

Viva a Ortodontia!


2.794 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo