É preciso cooperar com o tratamento ortodôntico?



A melhor resposta é: “Todo bom ortodontista tem excelentes pacientes!”


E sabe por quê?

Porque não é possível fazer um tratamento ortodôntico só com a teoria, precisa-se da prática; e na prática aquele que é submetido ao tratamento faz toda a diferença.


De nada adianta o ortodontista usar todo o seu conhecimento teórico se ele não consegue colocar em atividade; é preciso combinar com o paciente!


É claro que o profissional precisa ser capaz e competente para alcançar bons resultados. Tratamento ortodôntico é coisa para especialista com boa formação. Leva-se tempo para se tornar um experto no assunto. Muito estudo, dedicação e, principalmente, amor pelo que faz são os ingredientes básicos para se formar um especialista competente. Porém, esta é a primeira parte da receita de um resultado salutar. A outra metade vem do cliente. É preciso ajuda, cooperação, compreensão e boa vontade daquele que está sendo submetido ao tratamento. O jogo, ou melhor, o tratamento tem que ser do tipo GANHA-GANHA.


Na verdade, ganha mais o paciente que recebe um sorriso saudável e belo para desfrutar por muitos e muitos anos. Sendo assim, a consciência de que toda ajuda é bem-vinda faz da cooperação o ponto-chave do SUCESSO. Mas não é preciso fazer muito para ajudar no desfecho. Evitar atrasos, faltas, “quebras do aparelho” e seguir as recomendações já estão de bom tamanho. Aliás, ótimo!


Como ortodontista, nunca achei que o mérito do sucesso de um tratamento fosse apenas meu. Sempre reconheci a cooperação como fator fundamental pelo meu êxito. Posso dizer tranquilamente, tratar um bom paciente não tem preço, o resto...você já sabe!

Viva a Ortodontia!

38 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo